quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Síndrome “Fading Kitten”

Gatinhos bebés, em especial gatinhos dentro das duas primeiras semanas de vida são muito vulneráveis. Eles podem desfalecer e entrar em choque muito rapidamente, por isso é sempre importante mantê-los sobre vigilância apertada e verificar o seu desenvolvimento.

O que é a síndrome “Fading Kitten”?

Sabia que 20 a 40% dos gatos não passam das doze semanas de idade? A maioria destas mortes é atribuída ao síndrome de “Fading kitten”, que diz respeito a problemas que surgiram ainda no útero, durante o parto ou mesmo durante a amamentação, que podem causar a morte do gato. O maior número de mortes acontece por defeitos de nascença, quer aqueles que são visíveis à nascença como aqueles que podem não ser descobertos até o gato falecer. Gatos cuja mãe não tenha sido alimentada com uma dieta adequada durante a gravidez, também têm números elevados de mortes. Assim que o gato ultrapassar as 12 semanas de vida, normalmente sobrevive.

Quais as causas do Síndrome “Fading kitten”?

Há várias causas possíveis para o síndrome “Fading kitten”, causas essas que podem ser infecciosas ou não infecciosas.

Algumas incluem:

Causas não Infecciosas

· Defeito de nascimento.
· Temperatura ambiental demasiado quente ou demasiado fria (hipertermia/hipotermia). Especialmente na primeira semana porque os gatinhos recém-nascidos são incapazes de regular a temperatura corporal arfando ou tiritando.
· Negligência materna. Isto podia ser devido à mãe que é nervosa, inexperiente ou doente.
· Prematuridade e ou baixo peso ao nascimento. Se apenas um gatinho é pequeno, então a insuficiência placental é a causa provável; se a ninhada inteira é pequena, uma gestação com má alimentação é uma causa provável.
· Nascimento traumático/difícil.
· Toxinas ambientais.
· Desidratação (vómitos, desidratação ou falta do leite podem todos conduzir à desidratação)
· Problemas relacionados com o tipo de sangue, como o tipo de sangue do gato bebé não ser compatível com o da mãe
· Ninhadas demasiado numerosas para a mãe.
· Incapacidade de um gatinho mais pequeno de competir com outros gatinhos
· Nutrição inadequada da gata mãe durante a gravidez ou após o nascimento

Infecciosas:
• Infecções virais
• Infecções bacterianas
• Infecções parasitárias

Frequentemente não há nenhuma causa aparente para a síndrome “Fading kitten”

O que devo observar?

Como recém-nascidos, se os gatinhos não estão a comer, estão a dormir. Deve suspeitar que algo está errado se observar o seguinte:

• O Gatinho recém-nascido dorme longe da mãe e dos irmãos.
• O Gatinho recém-nascido grita excessivamente.
• O Gatinho recém-nascido não nutre.
• Perda de peso e fraqueza
• Vómitos.
• Diarreia.

É aconselhável manter um registo diário de cada gatinho e pesá-los todos os dias para assegurar que estão a ganhar peso.

Devem aumentar de peso à volta de 7 - 10 gramas por dia (pode haver um grande aumento de peso num dia, e pequeno noutro, mas esteja sempre ciente do ganho de peso total).

Abaixo encontra-se o desenvolvimento normal do gatinho, de uma maneira geral.

• 0 - 3 dias: O cordão umbilical ainda está preso.
• 0 - 10 dias: Os olhos estão fechados.
• 2 semanas: Os dentes começam a romper. O gatinho começa a segurar-se de pé, os olhos e as orelhas abrem.
• 4 semanas: O gatinho começa a brincar e explorar seu ambiente.

Muitas das causas do síndrome de “Fading kitten” podem ser tratadas se detectadas precocemente. Assim que se aperceber que um gato está fraco, magro, ou a perder peso, a rapidez de reacção é crucial! No entanto, nem todas as causas possíveis podem ser tratadas. Se um gato já tiver sido amamentado pela mãe antes de se descobrir que os tipos de sangue não são compatíveis, não há nada a fazer. Se um bebé morre e outros bebés começam a mostrar sinais de enfraquecimento, examinar o bebé que morreu pode ajudar a salvar os restantes se a causa for determinada.

Como se pode prevenir a síndrome “Fading Kitten”?
A detecção precoce é a chave para salvar tantos gatos quanto possível. Quando os gatos nascem, deviam ser examinados minuciosamente por defeitos de nascença. Os gatos deviam ser pesados todos os dias para garantir que se estão a desenvolver. Todos as gatas grávidas e a amamentar devem ser alimentadas com dietas nutricionais de alta qualidade. Para além disso, se reparar em algum sinal de que o gato possa estar a enfraquecer, leve-o ao veterinário o mais urgentemente possível porque algumas das causas devem ser tratadas imediatamente para se conseguir salvar o gatinho.

Por vezes, não importa o quanto se tente salvar o gatinho, simplesmente não há nada a fazer.

Assim que tiver criado um gato desde o nascimento, quer através de planeamento, de resgate de gatas grávidas selvagens ou da descoberta de um gato abandonado à porta de casa, torna-se impossível não o amar e criar uma ligação profunda com esse pequeno Ser, e a sua perda irá afectá-lo profundamente.

Lembre-se, contudo, que o gato sente o seu amor por ele, e sabe o quanto se preocupou e o quanto lutou por ele. A sua pequena vida serviu um propósito pois você tornou-se uma pessoa melhor enquanto cuidava dele!
.

7 comentários:

joao disse...

encontrei uma gata e um gato com mais ou menos duas semanas de vida! a gata acho que esta a sobreviver mas o gato acho que nao ele tem a barriga muito inchada e nao faz necessidades!
alimentação que tenho dado a eles é leite agros com um bocadinho de açucar e agua mas esta me a preocupar! que devo fazer

Ana disse...

boa noite João.
Antes de mais nada, pare imediatamente de dar leite de vaca aos bebés. Os gatos são intolerantes à lactose e daí o motivo de estar a ter problemas com eles.
Compre leite proprio para gatinhos bebés (Mixol - farmacia), Royal canin (Loja).
Deve estimular os gatinhos sempre de maneira a eles fazerem as necessidades.
E deveria passar assim que possivel com eles num veterinário para poderem ser avaliados

maria ines penasilva disse...

Boa noite! Tenho 2 perguntas,meus filhotes tem 20 dias,devo dar vermifugo drontal,1/4do comprimido,e a mae apareceu com pulgas,pous gatos de rua,andam pulando no meu quintal,infestando com parasitas alguem me ajude com respostas

maria ines penasilva disse...

Boa noite! Tenho 2 perguntas,meus filhotes tem 20 dias,devo dar vermifugo drontal,1/4do comprimido,e a mae apareceu com pulgas,pous gatos de rua,andam pulando no meu quintal,infestando com parasitas alguem me ajude com respostas

Anónimo disse...

Não, nao pode dar drontal a gatos com 20 dias... Maximo poderá dar Flubenol. Á mae pode dar drontal e fazer um desparasitante externo... Frontline, advantage, etc

PANZER88 disse...

Meus gatinhos apresentaram essa síndrome do gatinho enfraquecido como devo tratar? Fiz um leite caseiro e estou pingando na boca deles, mas é difícil pq eles não vão atrás da mãe

iago Suami disse...

Meus gatinhos estão morrendo...Tenho certeza que é essa síndrome
Estou muito triste